segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Hiwatari Matsuri - 22 de Dezembro


O nome do festival é  "Hiwatari," que significa literalmente "atravessar o fogo". É uma cerimônia realizada pelo Templo Kabasan Saenazumi Jinja, em Sakuragawa, Japão. Fazem uma grande fogueira e as pessoas a atravessam descalças. Isso é realizado para pedir saúde perfeita e uma vida segura, todos os anos no solstício de inverno.
  






quinta-feira, 23 de maio de 2013

Honestidade no Japão.


De tudo que já vi aqui,isso é o que mais me impressiona e e é unanimidade entre nós estrangeiros ,JP não é um país perfeito,mas é um exemplo de honestidade esse tipo de comércio para eles tão banal, e é rotineiro ver essas barracas em qualquer lugar,já vi em beira de estradas e até dentro de grandes cidades.Nós precisamos mudar nossos comportamentos nas pequenas coisas, pois elas permitem que consigamos mudar coisas ainda maiores.

野菜の無人販売所

"Mujin Hanbai" é o nome dado às barracas de vendas sem atendentes. Geralmente são barracas bem simples, onde são colocados à venda, diversos tipos de mercadorias, na maioria das vezes verduras, legumes e frutas frescas. O diferencial está na hora de fazer a compra, o comprador escolhe a mercadoria, embala nas sacolinhas e deposita o dinheiro correspondente à compra dentro de uma caixinha sempre bem a vista e vai embora. O comprador faz tudo isso sozinho sem que haja ninguém para conferir se o valor depositado é correspondente ao que pegou.{não tem câmeras pq são a maioria provenientes de agricultores locais, ou idosos] muito ocupados com suas hortas. As mercadorias na maioria das vezes não são aceitas em grandes supermercados por estarem fora do padrão de estética solicitado, porém em alguns casos, os legumes são produzidos apenas para consumo da família, e o excedente acaba sendo colocado à venda através do sistema "mujin hanbai".

As mercadorias são colocadas à venda logo pela manhã, e no final da tarde os agricultores voltam para recolher o dinheiro. Este sistema não oferece qualquer garantia de que os agricultores não serão roubados, eles apenas contam com a honestidade dos seus clientes. Virtudes como confiança e honestidade são muito valorizados na cultura japonesa.

Observação: achei essa preciosidade em uma página do Facebook, de Marie Nonose. Eu tinha que compartilhar.